Relatório Semanal e Estoques de Passagem GMT – Mercado de café no Brasil – 07 a 11 junho 2021 | Atlantica
Ordem Mínima
+55 35 3222 0495 Av. Princesa do Sul, 1885 | B. Rezende, Varginha, MG, Brasil | CEP: 37062-447
  1. Início
  2. /
  3. Relatório de mercado
  4. /
  5. Relatório Semanal e Estoques...
  1. Início
  2. /
  3. Relatório de mercado
  4. /
  5. Relatório Semanal e Estoques...
  1. Início
  2. /
  3. Relatório de mercado
  4. /
  5. Relatório Semanal e Estoques...

Relatório Semanal e Estoques de Passagem GMT – Mercado de café no Brasil – 07 a 11 junho 2021

por jun 11, 2021Relatório de mercado0 Comentários

ESTOQUES DE PASSAGEMLEVANTAMENTO GRUPO MONTESANTO TAVARES
Seguindo nossa política de transparência e compartilhamento de informações importantes sobre o mercado, principais tendências e projeções com nossos parceiros, incluindo projeções de safra e posição do estoque brasileiro, feito recentemente com a divulgação de nosso levantamento de safra 21/22, cujo estudo foi elaborado por empresa especializada, o Grupo Montesanto Tavares, apresenta nossa PESQUISA DE ESTOQUES DE PASSAGEM DE CAFÉS DO BRASIL.

Os números representam a posição do café Arábica em 30 de abril de 2021 e do Conilon em 31 de março de 2021 respectivamente. Essas informações foram elaboradas pela mesma empresa, utilizando dados coletados em diversas regiões, critérios técnicos e científicos, que apresentaram a seguinte conclusão:

  • Os estoques de passagem do Brasil no ano de 2021, principalmente relacionados ao café colhido na safra 20/21, foram positivamente surpreendentes por apresentarem um volume de 23,1 milhões de sacas, 31,4% superior aos estoques coletados no mesmo período de 2020.
  • Disto, no total, temos 19,4 milhões de sacas de arábica, o que representa 44,9% a mais que o levantamento feito no mesmo período de 2020, e 3,7 milhões de sacas de conilon, 11,4% a menos que o levantamento de 2020.
  • Esses números nos levam a concluir que, embora a safra projetada para 21/22 seja significativamente inferior à safra 20/21 do café arábica, não haverá problemas para o Brasil atender à grande demanda global de café.

Bolsa de NY e BRL/USD
Em uma semana de oscilações mistas, o mercado acompanhou a retomada das previsões de chuvas no Brasil e a situação na Colombia que segue complicada e já impacta os embarques de café do país, o segundo maior produtor mundial de arábica. O consumo de café nos EUA avança, que recorre ao café brasileiro para atendera alta demanda. Os estoques certificados de arábica na ICE aumentaram em 38.6 mil sacas, passando para 2.125 milhões de sacas.

A queda do dólar na maioria dos emergentes, deu suporte ao fortalecimento do real que voltou a operar na casa dos R$ 5.  A melhora da moeda brasileira reflete a melhora da atividade econômica, que ajuda a melhorar os indicadores fiscais e impulsiona a alta dos preços das commodities.

Setembro/21: Mín: 158.00| Máx: 165.50 | Last: 157.55 USC/lb
BRL/USD: Mín: 5.0188| Máx: 5.1386 | Last: 5.1260
*Dados até a finalização deste relatório

CLIMA
Ao longo da semana, houve chuvas frequentes nas cidades produtoras de Minas Gerais, São Paulo e Paraná. De acordo com a Somar meteorologia, entre hoje e segunda-feira estão previstas chuvas para São Paulo, Sul de Minas, Zona Mata, Espirito Santo e Cerrado.

Com o avanço de massa de ar frio para o continente, há previsão de frio de ate 6°C no Paraná e 9°C em Varginha -MG na próxima segunda feira, mas sem risco de geadas.

SAFRA
No geral, as plantas de café apresentam bom vigor vegetativo, sem sinais de estresse hídrico, com bom potencial produtivo para a safra 22/23. A Zona da Mata está mais avançada na colheita, representando a maior parte dos cafés novos disponíveis na praça, com média de 5% de broca. No Sul de Minas, a colheita começa a se intensificar nas próximas semanas. A expectativa de início de colheita na maioria das lavouras do Cerrado é para o final de junho.

MERCADO DOMÉSTICO E FOB EXPORTAÇÃO
Os produtores seguem firmes nos preços da safra nova 21/22, em torno de R$830-840, variando com a região. Demanda FOB apertada, com ideias de preço muito discrepantes do preço do mercado interno, dificultando os novos negócios, especialmente para o Rio Minas.


LOGÍSTICA

  • Está crítica a situação com os embarques com destino aos portos dos EUA (há grande congestionamento no porto de Oakland) e Cartagena – Colômbia. Para esstes destinos, praticamente todos os armadores estão com os navios de junho e julho já comprometidos. Os navios de agosto ainda estão fechados para novas reservas;
  • Grande dificuldade em conseguir contêineres padrão alimento, especialmente com a Hapag e CMA CGM;
  • Atrasos e rolages de navios acontecem diariamente, nesta semana notamos maior frequência com a MSC;
  • A Atlantica não embarcará seus contratos em equipamentos de outras categorias que não a de padrão alimento, mantendo o nosso compromisso com a qualidade e segurança alimentar de nossos cafés;
  • Há poucas janelas para depósito de contêires;
  • A paralisação de caminhoneiros do Porto de Santos não impactou as operações de exportação de café da Atlantica Coffee.
  • A partir de junho a Hamburg Sud (vide nota) e Hapag Lloyd (vide nota) cobrarão taxa de cancelamento de bookings para embarques do Brasil ;

    Os atrasos e rolagens dos navios estão gerando muitos custos extras para a operação da Atlantica Coffee. Solicitamos aos clientes que reforcem com os armadores o comprometimento com os bookings contratados. Também pedimos que enviem as Instruções de embarque o quanto antes. Reiteramos que nossa equipe está a disposição para informa-los com antecedência a data de prontidão e POL de seus contratos, na hipótese de preferirem proceder com a obtenção da reserva de praça diretamente.

COVID-19 NO BRASIL
Pessoas que receberam a primeira dose: 52.790 mi (25% da população)
Pessoas totalmente vacinadas: + 23.520 mi (11 % da população)
Casos: + 17.2 milhões
Mortes: 482.135 K

Vamos continuar acreditando e investindo na cultura do café!
Fiquem bem,
Equipe Atlantica Coffee

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.