Relatório Semanal Mercado de café no Brasil – 27 set a 01 out de setembro de 2021 | Atlantica
Ordem Mínima
+55 35 3222 0495 Av. Princesa do Sul, 1885 | B. Rezende, Varginha, MG, Brasil | CEP: 37062-447
  1. Início
  2. /
  3. Relatório de mercado
  4. /
  5. Relatório Semanal Mercado de...
  1. Início
  2. /
  3. Relatório de mercado
  4. /
  5. Relatório Semanal Mercado de...
  1. Início
  2. /
  3. Relatório de mercado
  4. /
  5. Relatório Semanal Mercado de...

Relatório Semanal Mercado de café no Brasil – 27 set a 01 out de setembro de 2021

por out 1, 2021Relatório de mercado0 Comentários

Siga e ouça no spotify! Novos episódios aos sábados pela manhã.

KCNY e câmbio
O mercado abriu a semana em baixa, em correção às altas da semana anterior. Mas, os fundamentos climáticos e nova queda consecutiva nos estoques certificados de Nova York voltaram a dar suporte para um mercado de USD2,00/lb, com dezembro/21 encerrando a sexta-feira a 204,05 USC/lb, uma variação intrasemanal positiva de 969 pontos.

  • As elevadas taxas dos fretes internacionais e incertezas de embarque são muito preocupantes em relação a oferta mundial de café. A expectativa é que o cenário logístico comece a melhorar apenas no primeiro trimestre do ano que vem;
  • O dólar operou a semana entre 5,30 e 5,47, com o real mais desvalorizado em relação ao dólar;
  • O avanço da variante Delta tem efeito negativo na retomada global, com destaque para a Ásia, onde as medidas de isolamento são muito restritivas;
  • Os estoques certificados de NY tiveram redução em 33,7 mil sacas, totalizando 2,09 milhões de sacas atualmente disponíveis. Vale notar que, também houve queda nos estoques de semi-lavados do Brasil, um possível indicativo de que a indústria está recorrendo à esses estoques, frente às dificuldades de embarque vindo da origem;
  • Players do mercado acompanham com muita atenção a retomada de chuvas no Brasil para definir suas estratégias;
  • Depois de um mês difícil para a economia no Brasil, há otimismo para outubro, com o possível retorno das chuvas, dados das contas públicas mais positivos, mas ainda há um cenário político interno tenso e macro externo preocupante, em especial com as crises chinesas, que podem refletir na economia brasileira, afinal é o maior parceiro comercial do Brasil, com impacto direto nas importações de fertilizantes, exportações de minério de ferro, commodities agrícolas, etc;

    Dezembro/21: Min: 191,95 | Max: 205,55 | Ajuste: 204,05 USC/lb
    BRL/USD: Mín: 5.3060| Máx: 5.4763 | Último: 5,3342
    *Dados até a finalização deste relatório 

CLIMA

  • Setembro encerrou com o volume de chuvas abaixo das médias históricas e as condições de seca no Brasil são facilmente visualizadas nas plantas, que sofrem com o longo estresse hídrico de quase 1 ano;
  • Ao longo das semana, houve precipitações de chuvas isoladas em algumas áreas cafeeiras do Sul de Minas e Matas de Minas e surpreendentes chuvas de granizo e nuvens de areia em áreas isoladas do Sul de Minas e São Paulo, potecializando um pouco as altas nos preços do arábica;
  • O retorno de chuvas expressivas estão previstas para outubro. De acordo com a Somar meteorologia, nos próximos sete dias, pode haver chuva de 100 mm em Caconde-SP, 78 a 80 mm em Machado e Tres Pontas, com maior volume entre 3 a 4 de outubro e 6 a 7 de outubro;
  • No Cerrado, Zona da Mata e Espirito Santo as chuvas fortes devem retornar na segunda semana do mês;
  • As chuvas dos próximos meses são essenciais para repor a umidade do solo da lavouras e dar suporte para as floradas da safra 2022;

MERCADO DOMÉSTICO e FOB

  • O mercado interno segue com baixa liquidez e elevados preços de arábica, estando acima de R$1000/saca para todas as qualidades e peneiras.
  • Boa parte dos produtores, além de capitalizados, acreditam que a tendência de alta deve continuar, frente às valorizações consecutivas e condições climáticas vistas nos últimos tempos;
  • Alguns negócios de bica corrida bebida dura tipo 6/7 aconteceram na casa de R$1180 a 1200 por saca, mas havia pedidas na casa de R$1500;
  • Pouca oferta de Rio Minas na Zona da Mata, com volume ligeiramente maior no Espírito Santo. Em ambas, os preços de bica corrida seguem muito altos, em torno de R$1050 a R$1060 para rio chuvado e R$1080 a 1100 para rio suave;
  • Na Zona da Mata, muitos armazéns continuam cheios devido à baixa disponibilidade de contêineres para escoamento dos estoques;
  • Semana de poucos negócios no FOB exportação, alguns interesses pontuais para cobertura de curto prazo e novas demandas para o médio longo prazo. Entretanto, os compradores e vendedores estão distantes nos diferenciais;
  • Rio Minas com demanda ainda aquecida mas comprador relutante em pagar preços de reposição e ajustes dos fretes internacionais.

SAFRA

  • A colheita da safra 2021 está praticamente finalizada na maioria das regiões brasileiras, com excessão das lavouras de especiais, colheita seletiva e áreas de elevada altitude;
  • É uma safra de boa qualidade, menor volume colhido e favorecida pela ausência de chuvas na época de colheita.

LOGÍSTICA

  • As taxas de frete spot estão atingindo recordes históricos, cerca de quatro vezes mais caros do que há um ano, impactando diretamente no custo dos negócios internacionais de café. Mesmo pagando caro, não há garantia de espaço nos navios;
  • Dados preliminares de embarques de setembro divulgados pela CECAFE, apontam que das 2,958 milhões de sacas a embarcar do Brasil, apenas 2,493 milhões foram de fato embarcadas;
  • Há uma crise na oferta de equipamentos padrão alimento em todo o mundo e em muitos casos, os armadores não conseguem garantir espaço ou confirmar as reservas;
  • No Brasil, todos os armadores estão com poucos estoques de contêineres. Mas aqueles que estamos tendo mais problemas são: MSC, Hapag e CMA CGM. Com os outros, conseguimos obter os equipamentos com um pouco mais de facilidade, mas às vezes eles também não liberam os contêineres, o que depende do estoque da semana, das chegadas de importação no Brasil, etc;
  • Há muita restrição de espaço, navios parados nos terminais, causando congestionamentos nos portos;
  • Novas reservas:
    • América do Norte: Novas bookings apenas para saída em novembro, com muita restrição de espaço.
    • Japão: novas reservas confirmadas apenas para novembro.
    • Europa: novas reservas têm sido confirmadas apenas para novembro.

Em um cenário de elevada demanda por equipamentos, elevada concorrência com diversos setores e baixa oferta, precisamos reservar espaço nos navios e contêineres o quanto antes para viabilizar os embarques.

Portanto, reiteramos o pedido aos nossos clientes do envio com a maior antecedência possível de instruções de embarque, aprovação de sacaria e documentos pré-embarque.


COVID-19 NO BRASIL
Setembro foi o mês com o menor número de mortes por Covid em 2021 no Brasil.
Pessoas que receberam a primeira dose: +146 mi (68,7%  da população)
Pessoas totalmente vacinadas: +91 mi (42,87% da população)
Casos: + 21.425 milhões
Mortes:  596.800 mil 

Feliz dia internacional do café!

Vamos continuar acreditando e investindo na cultura do café!

Equipe Atlantica Coffee


ALERTA DE FRAUDE
Fraudadores criaram contas nos domínios atlanticacoffeee.com (com 3 letras “e”) e atlanticacoffees (coffees no plural) e nos prefixos usando os nomes dos nossos colaboradores imitando inclusive nossas assinaturas. Estão cotando café, emitindo faturas com dados de pagamento alterados, na maioria para bancos em Hong Kong. Por favor, fiquem atentos aos remetentes das mensagens e sempre questionem instruções de alteração de dados bancários! Nosso único domínio de e-mail oficial é: atlanticacoffee.com

NOVAS VENDAS
Os fretes internacionais estão em ritmo de altas sucessivas, como já se sabe. Por isso, temporariamente, na Atlantica, as novas vendas estão sendo base FOB apenas. Podemos atender clientes com demandas CFR ou CIF, contudo os negócios são fechados FOB e após o frete contratado repassamos os valores aos clientes. Esta é uma medida temporária em resposta às várias diferenças de preço nos fretes entre as datas de venda e embarque, que ocasionaram elevados custos extras para o exportador, mesmo tendo realizado reservas e acordos com agentes de carga, que não mantiveram os valores dos fretes. Seguimos buscando adaptar à nova realidade e envidando os melhores esforços para minimizar os impactos do caos logístico global nas operações de nossos clientes.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.