Relatório de Mercado de café no Brasil

(35) 3222-0495   |    (31) 98258-7114   |   Seg-Sex 08h às 18h   |   Av. Princesa do Sul, 1885 – Jardim Andere, Varginha – MG, 37062-180

Estimados parceiros,

 

Ao longo desta semana, os contratos de arábica NY seguiram em queda, mas a desvalorização do real deu suporte aos preços de café no mercado interno, ajudando a manter o volume de negócios com os produtores e as exportações de café.

 

No cenário local, o agronegócio continua sendo o setor mais dinâmico e positivo da economia brasileira. Segundo o boletim divulgado pelo MAPA em 10 de junho, as exportações do agronegócio brasileiro bateram recorde em maio, sendo negociados cerca de USD 11 bi em commodities (+17,9%), representando cerca de 61% do total exportado pelo país. O café foi o 5º produto da lista (4,7% de participação) e movimentou na economia brasileira USD 468 milhões (+20,4%), atrás apenas da soja,  carnes, produtos florestais e complexo sucroalcoleiro.

 

As tensões políticas brasileiras instigam cautela, mas o maior destaque por aqui foi a oitava redução consecutiva na taxa básica de juros, a Selic, que passou de 3.0% para 2.25%, o menor piso histórico. No exterior, o temor de uma segunda onda da pandemia com o aumento de casos de Covid-19 na China e EUA, movimentou as bolsas mundiais, afetando as moedas dos países emergentes, o que inclui o Brasil.

 

O bom andamento da nova safra de oferta recorde no Brasil é uma das razões dos preços baixistas de KCNY. Ao longo da semana foram ofertados cafés com 30-35% de catação, porcentagem menor do que nas semanas anteriores, além de apresentarem boa qualidade de bebida, boa seca e bom aspecto.

 

A um dia do inverno, as previsões de tempo seco e ensolarado na maioria das regiões produtoras favorecem o avanço da colheita e boa secagem dos cafés. Estamos em meados de junho e a colheita também já iniciou nas regiões mais altas, como em Alto Caparaó na região das Matas de Minas, com exceção de algumas microrregiões mais altas e frias que começarão a colher apenas em julho. A safra remanescente 19/20 está escassa, mas ainda gerando bons negócios.

 

Vamos continuar acreditando e investindo na cultura do café para que possamos seguir em frente!

Fiquem bem!
Equipe Atlantica Coffee